AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

exportações

O câmbio ainda é o maior obstáculo para os exportadores

O Rio Grande do Sul exportou de janeiro a maio deste ano US$ 5,16 bilhões, ultrapassando o Rio de Janeiro (US$ 5,02 bilhões). Em primeiro lugar está São Paulo (US$ 19,69 bilhões) e em segundo Minas Gerais (US$ 7,07 bilhões). Os números foram apresentados pelo presidente da FIERGS, Paulo Tigre, neste domingo (17). O crescimento de 24% nas vendas ao exterior pela indústria do Estado está acontecendo porque a base de comparação do ano passado é muito baixa. Já em reais, o aumento foi menor, ficando em 15%.

Recuperação das perdas de 2006 não ocorreram

O Rio Grande do Sul ainda é o quarto Estado exportador do País, com US$ 3,76 bilhões no acumulado de janeiro a abril deste ano, atrás de São Paulo (US$ 15,15 bilhões), Minas Gerais (US$ 5,57 bilhões) e Rio de Janeiro (US$ 4,02 bilhões). Se avaliado apenas o mês de abril, desempenho gaúcho é o quinto (US$ 971 milhões), perdendo também para o Paraná (US$ 1,02 bilhão). Os números foram apresentados nesta terça-feira (15), pelo presidente da FIERGS, Paulo Tigre.

Evento na FIERGS discutiu logística no comércio exterior

Além da valorização do real em relação ao dólar, os problemas logísticos que aumentam os custos das operações de comércio exterior têm sido um desafio para os exportadores afirmou o coordenador do Conselho de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Concex) da FIERGS, Cezar Müller, na abertura do evento Bom Dia Indústria, abordando o tema Como estamos reduzindo nossos custos logísticos?, na manhã desta sexta-feira (4), na sede da entidade.

Estado está atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro

O Rio Grande do Sul está confirmando o quarto lugar como Estado exportador do Brasil nos primeiros três meses de 2007. Ao comercializar no exterior US$ 2,78 bilhões no acumulado de janeiro a março de 2007, perdeu para São Paulo (US$ 11,21 bilhões), Minas Gerais (US$ 4,25 bilhões) e também para o Rio de Janeiro (US$ 2,92 bilhões). Os números foram divulgados nesta quarta-feira (18) pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre.

Estado está atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro

O Rio Grande do Sul segue como quarto Estado exportador do Brasil nos dois primeiros meses de 2007. Ao comercializar no exterior US$ 1,72 bilhão no acumulado em janeiro e fevereiro de 2007, perdeu para São Paulo (US$ 6,90 bilhões), Minas Gerais (US$ 2,77 bilhões) e Rio de Janeiro (US$ 1,77 bilhão). Os números foram divulgados nesta segunda-feira (19) pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre.

Vendas externas não foram favoráveis no primeiro mês de 2007

O Rio Grande do Sul, que em dezembro de 2006 foi o terceiro Estado exportador do Brasil, caiu no ranking nacional para a quarta posição em janeiro deste ano. Ao comercializar no exterior US$ 858 milhões de dólares no primeiro mês de 2007, perdeu para São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (23/2) pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre.

As exportações da indústria do Rio Grande do Sul cresceram 6% em 2006.

As exportações da indústria do Rio Grande do Sul cresceram 6% em 2006 em comparação com 2005, passando de US$ 10,1 bilhões para US$ 10,7 bilhões. Os valores, porém, quando convertidos em reais, representam uma perda de 8%, o que significa diminuição da receita em cerca de R$ 2 bilhões, devido à desvalorização do dólar. Os números foram divulgados pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre, nesta quarta-feira,17.

As exportações do Rio Grande do Sul cresceram 13% de janeiro a novembro comparado ao mesmo período de 2005, chegando a US$ 10,7 bilhões. O Brasil teve um aumento de 17% nas vendas no período, alcançando US$ 125 bilhões. O Estado se consolida como o terceiro no ranking de exportadores, aumentando um pouco a diferença do quarto colocado (Rio de Janeiro, US$ 10,4 bilhões), que cresceu 41%. São Paulo, o primeiro colocado, cresceu 21% (US$ 41,6 bilhões) e Minas Gerais em segundo com 17% (US$ 14,2 bilhões).

As exportações do Rio Grande do Sul tiveram aumento de 12% de janeiro a setembro de 2006, passando de US$ 7,78 bilhões no mesmo período do ano passado para US$ 8,73 bilhões. O resultado foi divulgado pelo presidente da FIERGS, Paulo Tigre, nesta quinta-feira, 18. ¿O crescimento se deve principalmente à base de comparação baixa do segundo semestre do ano passado e ao aumento nas vendas para o exterior de produtos não industrializados¿, disse Tigre, lembrando que a indústria gaúcha aumentou as exportações em apenas 4% no mesmo período.