AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

indice de confiança

A indústria gaúcha termina o ano de 2017 otimista.  É o que revela o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI/RS), divulgado nesta sexta-feira (22) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). Em dezembro, o ICEI-RS cresceu pela sexta vez consecutiva, alcançando 60,1 pontos, o melhor resultado para o mês desde 2010.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) cresceu 1,9 ponto entre outubro e novembro, a quinta elevação seguida. Ao atingir 59 pontos, alcançou o maior valor desde março de 2011.

O industrial gaúcho começa o segundo semestre de 2017 com expectativa mais positiva para o futuro. Depois de três quedas consecutivas, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), levantamento divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) nesta terça-feira (25), voltou a subir em julho, 0,5 ponto em relação a junho, e passou para 53,2.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) nesta terça-feira (21), começa a detectar uma nova perspectiva em relação à economia brasileira e às empresas. Após a terceira alta consecutiva, de 3,3 pontos, passando de 55,1 em fevereiro para 58,4, alcançou o maior nível para março desde 2011 (59,4 pontos).

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), levantamento realizado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), voltou a cair em outubro, depois de cinco meses consecutivos de alta: passou de 55,4 pontos em setembro para 53,5. As explicações para esta queda foram as avaliações mais desfavoráveis sobre as condições atuais e menos positivas sobre as expectativas entre os pesquisados. Mesmo com a redução, o ICEI-RS segue a demonstrar confiança, visto que se encontra acima dos 50 pontos.
O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) aumentou 2,7 pontos em setembro, e atingiu 55,4, o maior valor desde março de 2013. O resultado manteve a trajetória de crescimento na expectativa do empresário gaúcho, comprovada pela elevação de 15,9 pontos desde maio.
 
Influenciado pelo indicador que mede as expectativas para os próximos seis meses, que cresceu de 43 para 46,4 pontos, o maior patamar desde fevereiro de 2015, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) aumentou 2,6 pontos na passagem entre abril e maio, alcançando 42,1. É o maior valor em 16 meses, embora ainda continue abaixo de 50, o que indica pessimismo. “Confiança é fundamental na indústria para a retomada do investimento e do crescimento.
 
Depois de atingir o menor valor da série histórica em outubro do ano passado, chegando a 35,2 pontos, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) aumentou pelo terceiro mês seguido e atingiu 38,2 pontos, 0,2 acima de dezembro. Ainda assim, por estar abaixo da linha dos 50 pontos, continua refletindo a falta de confiança dos industriais gaúchos.
 
O Índice de Confiança do Empresário Industrial do RS (ICEI-RS) cresceu de 38,8 pontos, em maio, para 39,4 pontos em junho, mas continuou abaixo dos 50 pontos pelo 15º mês seguido, revelando forte pessimismo dos empresários gaúchos. “O resultado é reflexo da combinação de redução da demanda interna, aumento de custos, diminuição do crédito e excesso de estoques.

O otimismo do industrial gaúcho com a economia do Estado, do Brasil e com a situação da sua empresa está elevado em setembro. Numa escala de 0 a 100 pontos, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), medido pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), atingiu 59,5 pontos. Teve uma ligeira queda de 0,5 ponto em relação ao registrado no mês anterior. Apesar disso, o indicador segue 2,3 pontos acima da média histórica (57,3 pontos) e reflete a conjuntura econômica atual favorável e a perspectiva de manutenção desse cenário para os próximos meses.