AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

produção industrial

O aumento da produção industrial em novembro de 2017, acompanhado da redução da ociosidade e de uma adequação dos estoques no setor fabril gaúcho são os aspectos mais positivos detectados pela Sondagem Industrial RS, anunciada nesta quarta-feira (10) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). O índice de produção alcançou 52,8 pontos, na maior pontuação para o penúltimo mês do ano desde 2010.

A Sondagem Industrial de abril, divulgada nesta terça-feira (30) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), mostra queda drástica na produção industrial (40,4 pontos) e leve no emprego (48,3), na comparação com março (57 e 49,5 pontos, respectivamente). Um motivo a contribuir para esta redução foi o fato de o mês ter cinco dias úteis a menos do que o anterior.

A produção industrial gaúcha surpreendeu no mês de novembro, e com 51,1 pontos cresceu em relação a outubro, contrariando a sazonalidade negativa do período, revela a Sondagem Industrial divulgada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), nesta segunda-feira (16). Porém, um rumo diferente apresentou o indicador de emprego na indústria, que segue em contração: 46,4 pontos. Há 32 meses não mostra expansão. “O cenário para o primeiro semestre de 2017 segue pouco animador.

O anunciado encerramento das atividades da Calçados Reichert, de Campo Bom, é um sinal de que há setores exportadores que precisam de medidas emergenciais com rapidez. Essa é a realidade que a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul está trabalhando junto às autoridades federais.