AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

relações internacionais

A América do Sul pode desempenhar papel de fornecedor mundial de alimentos, afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, no seu pronunciamento durante o Encontro Empresarial América do Sul e Países Árabes (Aspa CEO Summit 2012), nesta segunda-feira (1º), na cidade de Lima, no Peru. No painel Segurança Alimentar, o industrial falou sobre o potencial brasileiro nesse contexto. "É possível expandir a área para agricultura no País, chegando a quase 500 milhões de toneladas de grãos por ano.

Os avanços na integração da América do Sul foram abordados pelo embaixador Paulo Roberto Caminha de Castilhos França, diretor do Departamento da Aladi e Integração Econômica Regional, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, nesta quinta-feira (13), na sede da FIERGS. A promoção do workshop foi do Comitê das Rotas de Integração da América do Sul (Crias), com apoio da CNI e da FIERGS, por meio dos Conselhos de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Concex) e Infraestrutura (Coinfra).

"Vamos trabalhar para estreitar cada vez mais a relação comercial entre Estados Unidos e Brasil. Estarmos presentes em grandes cidades brasileiras, como Porto Alegre, é estratégico para atingirmos esse objetivo". A afirmação é do novo cônsul-geral norte-americano em São Paulo, Dennis Hankins, durante encontro realizado na presidência da FIERGS nesta terça-feira (11). Na oportunidade, ele confirmou a instalação do consulado do País no Rio Grande do Sul para 2013.

Estimular a aproximação e a troca de conhecimento entre a África do Sul e o Rio Grande do Sul. Esse foi um dos objetivos da vinda da comitiva sul-africana, liderada pelo embaixador Mphakama Mbete, à sede da FIERGS, para uma reunião com o presidente da entidade, Heitor José Müller, nesta quarta- feira. "As duas nações têm muito a aprender uma com a outra. A América do Sul e a África abrigam os países que prometem ser o futuro da economia mundial", opinou Müller.

Oportunidades de negócios entre o Rio Grande do Sul e o Estado americano Iowa foi o tema do encontro realizado nesta quarta-feira (25), na sede da FIERGS, entre industriais, lideranças empresariais e políticas das duas regiões. "Somos um importante centro global de distribuição de produtos e acredito que podemos avançar muito na relação comercial com o Brasil", afirmou o governador de Iowa, Terry Branstad.

Cerca de 40% das empresas gaúchas tiveram prejuízos acima de R$ 1 milhão e, destas, 8,3% superiores a R$ 10 milhões em 2011, com as políticas de protecionismo impostas pelo governo argentino para reduzir as importações. A conclusão está na sondagem O Impacto das Barreiras Argentinas, realizada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) com uma centena de exportadoras, de 15 dos principais setores do Estado, entre 13 e 30 de janeiro.

Cinquenta jovens executivos do Comitê de Estudos do banco holandês Rabobank, um dos maiores do mundo na área do agronegócio, foram recebidos pelo presidente da FIERGS, Heitor José Müller, na quinta-feira. O grupo esteve acompanhado do representante-chefe da Agência Comercial Holandesa para o sul do Brasil, Erik Baudoin.

"Acredito que uma série de problemas recentes que temos tido nas relações comerciais com a Argentina estão ligados ao período eleitoral do país vizinho, pois muitas medidas econômicas restritivas tinham como objetivo a conquista de votos. Agora reeleita, Cristina Kirchner deve rever uma série de atos. Essa é a expectativa do setor industrial gaúcho", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, ao avaliar o resultado das eleições argentinas, encerradas no domingo (23).

As oportunidades de negócios entre indústrias gaúchas e norte-americanas foram tema de encontro, na quarta-feira, entre o cônsul para Assuntos Econômicos do Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, Jonathan Posner, e o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, na sede da entidade. Em sua primeira visita ao Rio Grande do Sul, Posner disse que tem interesse em conhecer os principais polos industriais de desenvolvimento no Estado e os seus desafios.

A retomada do acordo Brasil-México, que prevê a isenção de tarifas na comercialização entre os dois países, foi debatida entre o cônsul-geral do México em São Paulo, José Gerardo Hernândez, e o vice-coordenador do Conselho de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIERGS, Frederico Dürr, na quarta-feira. Hernândez, que esteve na sede da FIERGS acompanhado do conselheiro comercial do México, Juan Pinto Ribeiro, defendeu a ampliação do atual acordo que beneficia as vendas de automóveis de ambos os países a todos os outros setores.