Você está aqui

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, o desafio mais crítico quando se fala em estudos de futuros é a necessidade de incorporar a literacia (ou alfabetização) à cultura das organizações. Tanto que lideranças em todo o mundo estão buscando esses estudos para gerenciar a incerteza e construir resiliência. 

Diante desse desafio, o SESI-RS trouxe o futurista Roberto Poli para capacitar suas equipes das áreas da Saúde e da Educação em Estudos de Futuro entre os dias 17 e 28 de abril. “A nossa intenção é manter a visão estratégica do SESI-RS conectada e atualizada a essa competência organizacional, aumentando nossas ferramentas para mapear cenários e antecipar tendências. Assim, estaremos mais preparados para desenvolver iniciativas inovadoras em nossas áreas de atuação – saúde no trabalho e educação, e suas ramificações”, explica o superintendente-regional, Juliano Colombo. 

A capacitação oferecida pelo futurista traz novas ferramentas para o planejamento estratégico usando a abordagem antecipatória. O grupo capacitado terá ainda um acompanhamento por dois anos com três encontros ao ano, em que o professor Poli e sua equipe irão acompanhar a maturidade das iniciativas em estudos de futuros.

FUTURO, TENDÊNCIAS, DESAFIOS 

Estudos de futuros (ou pesquisa de futuros) são estudos sistemáticos de possibilidades com o objetivo de preparação das organizações para novos desafios. Os métodos utilizados na formação partem de quatro premissas: definir (o futuro que se deseja, o que se quer alcançar), visualizar (cenários possíveis, prováveis, desejáveis), documentar (política, econômica, social, tecnológica, ambiental, legal e culturalmente), e agi no presente (estudos de futuros precisam gerar ações no presente).

SOBRE O CONVIDADO 

Roberto Poli é professor na Universidade de Trento (Itália) onde oferece consultoria em inteligência estratégica e análise de mudança, risco e oportunidades, além de treinamentos para o desenvolvimento de competências baseadas na perspectiva de Estudos de Futuro.  O futurista recebeu a cátedra UNESCO em sistemas antecipatórios.  

Além dessa temática, Poli leciona Epistemologia das Ciências Sociais e coordena o programa de mestrado em Previsão Social. Ele já publicou sete livros sobre o tema. Suas últimas publicações incluem o volume Working with the future e a redação do Handbook of Anticipation.

quinta-feira, 20 de Abril de 2023 - 11h11

Deixe um Comentário

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
1 + 0 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat