Menssagem de erro

O arquivo não pôde ser criado.

Você está aqui

Em 2015 o Google realizou o projeto Aristóteles, um estudo com mais de 180 equipes internas com o objetivo de entender os fatores de uma equipe de sucesso. Dos 250 atributos investigados, o que mais se destacou foi o da Segurança Psicológica (conceito pensado e estudado nos anos 90 pela professora de Harvard, Dra. Amy Edmondson), identificado como o principal alicerce das equipes de alto desempenho.
Na época o The New York Times divulgou amplamente o estudo, e, a partir dele, o conceito de Segurança Psicológica vem ocupando importantes espaços de discussão. 

LÍDER, COMO ESTÁ A SUA SAÚDE MENTAL? 

Partindo da premissa de que a liderança precisa estar bem para então promover segurança psicológica na sua equipe, a primeira questão é justamente a saúde mental dos próprios gestores. 

Em pesquisa realizada pela Amcham Brasil em abril de 2021, para 49% dos executivos a preocupação com saúde mental é alta e com todos os níveis da organização. Ao todo 199 lideranças participaram, sendo 15% CEOs, Presidentes, VPs e Sócios; 19% diretores e 26% gerentes. A maioria dos respondentes é de grandes empresas (45%) e o segmentos que mais respondeu foi a indústria (32%). 

Uma das barreiras mais difíceis para a liderança transpor é o receio de que fragilidades sejam vistas como justificativas para a sua inaptidão ao cargo de liderança. Dessa maneira, na tentativa de demonstrar eficiência e por temerem levar os seus problemas emocionais ao RH, os líderes acabam negligenciando a si mesmos

COMO OS LÍDERES PODEM CUIDAR DA SUA SAÚDE MENTAL?

A liderança como fator de proteção, também conhecida como liderança positiva, tem como objetivo buscar uma relação mais humanizada entre trabalhadores e gestores, levando em conta fatores psicológicos e sociais. 

Para desenvolver uma liderança positiva é necessário, primeiro, cuidar de si mesmo, buscando ferramentas para conquistar um comportamento adequado e que realmente seja efetivo para a condução das equipes.  

Em empresas onde a educação emocional é falha ou inexistente, os problemas psicológicos dos líderes e colaboradores podem, de fato, ser interpretados como falta de eficiência, preguiça ou má vontade. 

Se a liderança demonstra descaso com o próprio bem-estar, as equipes podem começar a fazer o mesmo, e contribuir para o aumento do estresse e dos conflitos no ambiente de trabalho.  

COMO O SESIRS ATUA E PODE AJUDAR?   

O objetivo da liderança como fator de proteção nas organizações é orientar e dar o apoio necessário para que a equipe desenvolva bem o seu trabalho e saiba que pode contar com o líder quando for necessário.  Nesse sentido, a Segurança Psicológica é um meio e não um fim no processo da liderança junto às equipes.  

A equipe de especialistas em saúde mental do SESIRS desenvolve iniciativas e soluções para criar ambientes de trabalho mais sustentáveis do ponto de vista emocional e produtivo.   

Uma das soluções é a formação para líderes com foco em saúde mental. Essa formação é voltada para o aprimoramento das habilidades e competências comportamentais e emocionais, e criar ambientes mais saudáveis de trabalho. 

Também está promovendo uma formação para pessoas que sejam de referência em áreas estratégicas para lidar e prevenir situações de crises psicológicas, emocionais e sociais, uma vez que nem sempre as empresas dispõem de profissionais especializados para atender essas demandas. 

Terça-feira, 26 de Julho de 2022 - 13h13

Deixe um Comentário

18 + 1 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat