Você está aqui

A vacina da dengue chega em um momento que epidemias têm se tornado cada vez longas e mais frequentes. No Brasil, já se sabe que o período do ano com maior transmissão da doença ocorre nos meses mais chuvosos em diferentes regiões do país, geralmente entre os meses de novembro e maio

Até o momento, só neste ano de 2024, o Brasil registrou já mais de 740 mil casos prováveis de dengue, segundo dados do painel de atualização de casos de arboviroses do Ministério da Saúde.  

Adoecimentos, óbitos, sobrecarga dos serviços de saúde e prejuízos sociais e econômicos são as consequências causadas pelos milhares de episódios da doença.

DENGUE: O QUE VOCÊ PRECISA SABER

A dengue pode ser causada por quatro sorotipos virais (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4), cuja prevalência pode variar em função de diferenças geográficas, países, regiões, estações do ano e ao longo do tempo.  

Qualquer um dos quatro sorotipos do vírus é capaz de causar tanto o quadro clínico da dengue clássica como da dengue com sinais de alerta e da dengue grave. Ainda não há medicação específica contra o vírus da dengue. 

De acordo com a última nota técnica da Sociedade Brasileira de Imunizações, no Brasil tem havido predominância na circulação dos sorotipos 1 e 2, com expansão da área de transmissão para regiões sem experiência prévia de epidemias de dengue, como o Sul do país e municípios do interior

 

 

DENGUE: PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A VACINA 

O SESI-RS aderiu à vacina da dengue, a Qdenga, e preparou um material para que você saiba mais sobre o imunizante:  

  • Como é feita a vacina da dengue?   
    A vacina de dengue (Qdenga) é uma vacina atenuada tetravalente, baseada na tecnologia DNA recombinante contra os quatro sorotipos da dengue. Foi aprovada pela Anvisa e é fabricada pelo laboratório japonês Takeda Pharma.  
  • Para quem é indicada?
    A vacina da dengue é indicada para o público entre quatro e 60 anos.  
  • Como é o esquema de doses da vacina da dengue Qdenga?   
    A vacina da dengue deve ser aplicada em 2 (duas) doses, sendo a segunda três meses após a primeira dose.   
  • Quem já teve a doença pode tomar?  
    Sim, a Qdenga também pode ser aplicada em quem já teve a doença, e não há necessidade de comprovação sorológica como condição para a vacinação.   
  • A vacina da dengue Qdenga tem contraindicações? 
    Sim! A vacina da dengue Qdenga tem contraindicações nos seguintes casos:  
    Pessoas que vivem com o vírus HIV, sintomáticas ou assintomáticas;   
    Gestantes e mulheres amamentando lactentes de qualquer idade;   
    Pessoas com imunodeficiências primárias ou adquirida, incluindo terapias imunossupressoras;  
    Hipersensibilidade a qualquer componente da formulação ou após dose anterior da vacina Qdenga.  

VACINA DA DENGUE: ONDE ENCONTRAR A QDENGA NO SESI-RS  

Nas unidades do SESI-RS tanto trabalhadores da indústria e seus dependentes quanto a comunidade em geral podem tomar a vacina da dengue. Os valores ficam em R$ 298 para indústria, e R$ 307,22 para não indústria. Confira as localidades:  
 
Caxias do Sul:  
Espaço Saúde   
Avenida Rio Branco, 186, bairro São Pelegrino.   
Funcionamento: segunda a sexta-feira das 8h às 19h e sábados das 8h às 12h.  

Panambi:  
Espaço Saúde   
Rua Konrad Adenauer, 1585, bairro Érica.   
Funcionamento: Segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h10min às 18h. Sábados das 8h às 12h.  

Canoas:  
Clínica de Vacinas Canoas  
Rua Aurora, 1220, bairro Marechal Rondon.   
Funcionamento: Segunda a sexta-feira das 8h às 20h e sábados das 8h às 14h. 

A Clínica de Vacinas do SESI em Canoas (foto) é um dos locais que oferece a vacina da dengue. Ela pode ser aplicada no público entre quatro e 60 anos em esquema vacinal com duas doses, com intervalo de três meses.
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2024 - 13h13

Deixe um Comentário

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
1 + 0 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat